INAUGURAÇÃO DAS UPAs PERUS E PIRITUBA

Uma luta de muitos anos que graças aos mandatos do Vereador Fabio Riva e Deputado Marcos Zerbini foi concretizado.

 UPA PERUS

Atendendo apelo da comunidade, conseguimos junto a Prefeitura de São Paulo entregar no dia 18 de dezembro, na rua Estevan Ribeiro Resende s/n, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Perus. O equipamento será administrado pela SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, por contrato de gestão com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), com portas abertas 24 horas todos os dias..

Essa será a segunda unidade desta categoria instalada na Zona Norte da capital, e a 12ª da cidade. Com capacidade para atender 63.655 pacientes por mês, a UPA vai absorver todos os atendimentos que eram oferecidos pelo Pronto Socorro Perus, com mais espaço, recursos e conforto para o usuário. 
A nova unidade conta com o acréscimo de 182 profissionais somados ao efetivo que já atuava anteriormente no Pronto Socorro. Serão ao todo 403 funcionários num espaço que conta com 79 salas, em dois andares servidos por elevadores e toda a estrutura necessária para os atendimentos.

Para a construção e aquisição de equipamentos e mobiliários foi investido pela Secretaria Municipal da Saúde o montante de R$ 9.172.473,42.  A obra da UPA Perus foi realizada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras. A atual gestão retomou a obra em julho de 2017 e as edificações foram concluídas em novembro deste ano. A unidade recebeu um investimento de R$ 6,2 milhões do Tesouro Municipal. 

A UPA conta com oito consultórios médicos, sete leitos de urgência, cinco de observação infantil, 14 leitos de observação adulto e dois de observação de isolamento. Também possui salas de ortopedia, Raio X, gesso, medicação, de inalação adulto e infantil, para coleta de exames e um consultório odontológico, além de local de triagem, vestiários e refeitórios, assim como uma sala de Assistência Social e atendimento especializado em psiquiatria.
Com uma área construída de 2.137m² a UPA Perus atende todas as normas de acessibilidade vigentes, além de utilizar sistema de reuso de água e aquecimento solar.

Os investimentos na qualificação da rede pública na região continuarão sendo intensificados. O prédio onde funcionava o Pronto Socorro vai passar por obras de reforma e adequação para abrigar a nova Assistência Médica Ambulatorial (AMA) Especialidades Perus; o Ambulatório de Especialidades (AE), o Centro Especializado em Reabilitação (CER)  e parte da Unidade de Vigilância em Saúde (UVIS).

 UPA PIRITUBA

A população da Zona Norte da capital recebeu em outubro/19, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Pirituba, que funciona 24 horas por dia.  As UPAS são estruturas concebidas para atender urgências e emergência de média complexidade, uma alternativa a mais entre as Unidades Básicas de Saúde e as portas de urgência hospitalares, que juntas compõem uma rede organizada de Atenção às Urgências. A UPA priorizará os casos cirúrgicos e de trauma, estabilizando os pacientes e realizando o diagnóstico inicial, de acordo com cada caso. A nova unidade atenderá os munícipes dos distritos de Pirituba, Jaraguá e São Domingos.

Construída ao lado do Hospital Municipal Dr. José Soares Hungria, a unidade vai qualificar ainda mais o atendimento do Pronto Socorro do Hospital Municipal de Pirituba, uma vez que irá absorver boa parte dos casos de baixa e média complexidade. Com isso, o Pronto Socorro vai atender os casos mais graves e que precisam de retaguarda hospitalar.
Para a entrega da nova unidade, a Prefeitura de São Paulo investiu o total de R$ 10.862.232,14, com o custo da construção, aquisição de equipamentos, mobiliários e materiais permanentes. A UPA Pirituba será gerenciada pela Organização Social de Saúde (OSS) Associação Paulista Para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) e receberá um repasse mensal da administração pública de R$ 3.720.484,61.

Com a entrega da UPA a população contará com profissionais clínicos, cirurgiões, ortopedistas, pediatras, dentistas, enfermeiros, coordenadores na área médica e enfermagem, técnicos de farmácia, gesso e enfermagem, farmacêuticos, assistentes sociais e funcionários da área administrativa.
Estrutura física
A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Pirituba foi construída pela Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB) em um terreno de 4.400m². Serão 31 leitos, sendo 16 leitos de observação adulto (8 masculinos e 8 femininos), 7 de observação infantil, 6 leitos de emergência e 2 leitos de isolamento.

No local, os usuários terão à disposição os serviços de: raios-X, eletrocardiografia, avaliação de risco, aplicações de medicamentos, curativo/sutura, inalação, fraldário, farmácia, sala de gesso, serviço social, ouvidoria, banheiros (sendo três infantis e três para pessoas com deficiência), entre outros. No local, haverá também uma base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Capacidade de atendimento
A UPA Pirituba tem capacidade mensal para, aproximadamente, 22 mil atendimentos médicos, entre eles, clínica médica, cirurgia geral, pediatria e ortopedia, além de 53 mil procedimentos, englobando as coletas laboratoriais, exames de Raio-X, procedimentos odontológicos e medicação.